sábado, 30 de junho de 2012

Bom dia sempre


Meus queridos amigos do blog tenham um dia maravilhoso e uma sequência deles também.
Beijo no coração. Luciana Zanin.



segunda-feira, 25 de junho de 2012

Hoje



A maturidade me permite olhar

com menos ilusões,

aceitar com menos sofrimento,

entender com mais tranquilidade

e querer com mais doçura.


* Lya Luft *

domingo, 24 de junho de 2012

O mar revolto



Quando se senti que algo está errado e que depende de nós a melhora disso e finge que não entende ou não supera encarando de frente provoca a tristeza própria e do outro. Ou se coloca o amor como uma satisfação pessoal e não conjunta ou tenta fazer com que o outro acredite que é amado. Não se pode ter tudo chega o momento que se tem que decidir e é inevitável quando escolhemos alguma coisa sempre fica pra trás.
Tem que ter coragem e dar dignidade pra si e pro outro de ser firme em sua decisão. Ninguém é feliz com a infelicidade do outro. O amor tem que ser livre e fazer com que o outro seja digno e não indigno desse amor. O verdadeiro amor só engrandece e eleva o outro não o coloca em situação de ser inferior. Analisemos a nossa consciência e vejamos se estamos sendo realmente pessoas que se amam com a benção de Deus e com a nossa consciência em paz. Fica a dica.
Luciana Zanin.

sábado, 23 de junho de 2012

Ser psicólogo

SER PSICÓLOGO


"Ser psicólogo é uma imensa responsabilidade.
Não apenas isso, é também uma notável dádiva.
Desenvolvemos o dom de usar a palavra, o olhar, 
as nossas expressões, e até mesmo o silêncio. 
O dom de tirar lá de dentro o melhor que temos
para cuidar, fortalecer, compreender, aliviar.

Ser psicólogo é um ofício tremendamente sério.
Mas não apenas isso, é também um grande privilégio.
Pois não há maior que o de tocar no que há de mais
precioso e sagrado em um ser humano: seu segredo,
seu medo, suas alegrias, prazeres e inquietações.

Somos psicólogos e trememos diante da constatação 
de que temos instrumentos capazes de 
favorecer o bem ou o mal, a construção ou a destruição.
Mas ao lado disso desfrutamos de uma inefável bênção
que é poder dar a alguém o toque, a chave que pode abrir portas 
para a realização de seus mais caros e íntimos sonhos.

Quero, como psicólogo aprender a ouvir sem julgar,
ver sem me escandalizar, e sempre acreditar no bem. 
Mesmo na contra-esperança, esperar.
E quando falar, ter consciência do peso da minha palavra,
do conselho, da minha sinalização.
Que as lágrimas que diante de mim rolarem,
pensamentos, declarações e esperanças testemunhadas,
sejam segredos que me acompanhem até o fim. 

E que eu possa ao final ser agradecido pelo privilégio de
ter vivido para ajudar as pessoas a serem mais felizes.
O privilégio de tantas vezes ter sido único na vida de alguém que 
não tinha com quem contar para dividir sua solidão, 
sua angústia, seus desejos.
Alguém que sonhava ser mais feliz, e pôde comigo descobrir
que isso só começa quando a gente consegue 
realmente se conhecer e se aceitar."

Walmir Monteirohttp://pensador.uol.com.br/ser_psicologo/

Oração do (a) Psicologo (a)





Senhor,
Só Você conhece em profundidade a criatura humana
Só Você é verdadeiro Psicólogo.
Contudo, Senhor, aceite-me como seu ajudante.
Ensine-me as técnicas, oriente-me para não errar,
E quando eu falhar – sei que isso acontecerá -
venha depressa, Senhor, sanar o mal que fiz.
Dê-me um entranhado amor  e respeito
pela criatura humana.
Não permite que a rotina, o cansaço
torne-me frio e indiferente ao outro.
Dê-me bastante humildade para aceitar meus erros,
perdoa as ofensas e ajuda-me a
atribuir os êxitos a Você.
Que no fim de cada dia, ao fazer minha revisão,
eu possa dizer em verdade:
Hoje fiz tudo quando dependeu de mim para
ajudar ao meu irmão.
Obrigado, Senhor!

sexta-feira, 22 de junho de 2012

O que queres para si tenha para os outros


 Para ter lábios atraentes,

diga palavras doces.
Para ter belos olhos,

procure ver o lado bom das pessoas.
Para ter um corpo esguio,

divida sua comida com os famintos.
Para ter cabelos bonitos,
deixe uma criança passar seus dedos por eles

pelo menos uma vez por dia.
Para ter boa postura,

caminhe com a certeza de que nunca andará sozinho.
Pessoas, muito mais que coisas,
devem ser restauradas, revividas, resgatadas

e redimidas; jamais jogue alguém fora.
Lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga,
você a encontrará no final de seu braço.
Ao ficarmos mais velhos,
descobrimos porque temos duas mãos,
uma para ajudar a nós mesmos,

a outra para ajudar o próximo.
A beleza de uma mulher não está nas roupas que ela veste,
nem no corpo que ela carrega,
ou na forma como penteia o cabelo.
A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos,
porque esta é a porta para o seu coração,

o lugar onde o amor reside.
A beleza de uma mulher não está na expressão facial,
 mas a verdadeira beleza de uma mulher
está refletida em sua alma.
Está no carinho que ela amorosamente dá,

na paixão que ela demonstra.
A beleza de uma mulher
cresce com o passar dos anos. 

(Audrey Hepburn)
                                                                 
                                                                 Beijos, Mari!!♥
                                              http://umapausaparameditar.blogspot.com.br/

Positividade em acreditar




"Eu acredito,
o sonho é meu,
eu acredito,
eu sigo acreditando,
outra vez eu acredito,
eu não paro um segundo de acreditar
porque tudo é vivo
vibra
brilha."
                                               Então, ACREDITE !! ^.~

domingo, 17 de junho de 2012

O perigo da Arrogância...

O diálogo abaixo é tido como verídico e foi travado em outubro de 1995 entre um 
navio da Marinha Norte Americana e as autoridades costeiras do Canadá, próximo ao litoral de Newfoundland.

Os americanos começaram educadamente:

- Favor alterar seu curso 15 graus para norte para evitar colisão com nossa embarcação.

Os canadenses responderam prontamente:

- Recomendo mudar o SEU curso 15 graus para sul.

O capitão americano irritou-se:

- Aqui é o capitão de um navio da Marinha Americana. Repito, mude o SEU curso.

Mas o canadense insistiu:

- Não. Mude o SEU curso atual.

A situação foi se agravando. O capitão americano foi se exasperando e berrou ao microfone:

- Este é o porta-aviões USS Lincoln, o segundo maior navio da frota americana no Atlântico. Estamos acompanhados de três destróieres, três fragatas e numerosos navios de suporte. Eu exijo que vocês mudem seu curso 15 graus para norte. Repetindo cinco graus norte, ou então tomaremos contramedidas para garantir a segurança do nosso navio.

E o canadense respondeu:

- Isto aqui é um farol. Câmbio!

Muitas empresas quebram pois a sua arrogância não permite que elas enxerguem a necessidade da mudança e de se mudar o curso. Às vezes a arrogância é tanta que pensam que quem tem que mudar é o cliente. Ou seja, se não gosta do nosso produto passar bem. Algumas empresas são tão arrogantes que diante de uma mudança drástica no cenário, no hábito do consumidor, preferem ficar estáticas e sem sequer repensar seus produtos e serviços.

O velho jargão que não se mexe em time que está vencendo não é verdadeiro. Muitas empresas que mantinham a primeira posição nos mais diferentes segmentos do mercado, hoje não passam de mais um belo case de marketing. De quem é a culpa? Com certeza de vários fatores mas principalmente da arrogância. Ela faz com que desprezemos o adversário, suas estratégias e que entremos numa zona perigosa de conforto. E quando nos damos conta o concorrente já nos engoliu, a empresa perdeu mercado e como dizem por aí: a vaca foi pro brejo.

A arrogância conquista vítimas tanto físicas como jurídicas. Ela pode destruir casamentos, profissões, relacionamentos e o próprio desenvolvimento profissional. A arrogância cega. Faz-nos parecer prontos, acabados, invencíveis e intocáveis.

A arrogância nos faz pensar de duas maneiras: ou nos achamos deuses ou temos certeza que somos!

A arrogância sempre produz alguns frutos meio duvidosos: ela sempre produz uma falsa sensação de superioridade, de agressividade aos outros e dá a má impressão que um título, posição ou cargo podem definir um ser humano.

Aliás, se você está lendo este artigo até agora isto já pode ser um excelente sinal


 pois os arrogantes dizem que não precisam de informação e que tudo o que é diferente do que eles pensam não passa de bobagens e de perda de tempo.

A arrogância nunca anda sozinha. Ou ela atrai puxa sacos, pessoas falsas ou igualmente arrogantes ou ela atrai a solidão. Afinal quem aguenta um arrogante? Quem sabe nem ele próprio.

Não deixe a arrogância pegar você ou
 sua empresa.

Daniel Godri Junior
Fonte:http://marciamensagem.blogspot.com.br

Pai




Semana difícil de passar essa....nem começou e já está a me machucar....Saudade que não cabe no coração e corre pelos olhos.
Meu porto seguro que já era meu anjo aqui...essa semana o céu tá em festa. Agora to parecendo criança...Aquela criança que ficava super alegre no portão a te esperar. Paie....Espero que seu dia seja muito especial aí aonde você está. Vou pedir pro Papai do Céu deixar eu ir te espiar...só um pouquinho pra essa malvada saudade matar.
Sua filho do coração. Luciana Zanin.

sábado, 16 de junho de 2012

Consciência de sermos imperfeitos...nem todos tem...


Missionárias da Caridade


MISSIONÁRIAS DA CARIDADE - FUNDADA POR MADRE TERESA DE CALCUTÁ EM LISBOA


Ao longe todos as identificam, afinal vestem-se como Madre Teresa de Calcutá. São as Missionárias de Caridade e estão em Lisboa há 26 anos, a viver a caridade no dia-a-dia entre os mais pobres. 
Decorria o ano de 1986 quando o Cardeal-Patriarca D.António Ribeiro chamou para a Diocese as Missionárias da Caridade, a Congregação Fundada por Madre Teresa de Calcutá. A missão destas religiosas era estar entre os mais pobres dos pobres, instalaram-se então em Chelas, na Zona Oriental da Cidade de Lisboa, que na altura era constituída na sua grande maioria por barracas. Numa casa cedida pela Câmara Municipal de Lisboa, na Avenida João Paulo II e é a partir desse espaço que tem cumprido o desejo da sua fundadora: viver a caridade no dia-a-dia de modo a assistir e auxiliar os mais desfavorecidos e os mais pobres. Chelas é a sua casa, dizem sentir-se muito bem porque estão no meio daqueles que servem. Os campos de missão das Missionárias da Caridade são sempre as zonas mais pobres e necessitadas, cuidando assim dos abandonados e daqueles que não tem ninguém.
Esta Casa de Acolhimento para abandonados, como as religiosas gostam de lhes chamar, tem capacidade para acolher 10 homens e 10 mulheres. São contactadas muitas vezes pelos hospitais através da segurança social para acompanhar algum abandonado e o facto é que são muitos os que não tem sítio para ir após o internamento, nem ninguém que cuide deles.
Madre Teresa de Calcutá via Jesus na Eucaristia e nos pobres, por isso estas religiosas tinham um desejo antigo que era colocar a Capela no centro da casa, tal desejo foi concretizado com as obras de melhoria que ali ocorreram, sempre e apenas com a ajuda de Deus e com a boa vontade dos donativos de algumas pessoas e da Diocese de Lisboa. A vida de oração é fundamental para estas religiosas e fazem um horário muito diferente dos Portugueses. As Missionárias de Caridade levantam-se ainda antes das cinco horas da manhã, quando fazem a sua oração da manhã e as suas lides domésticas, às 7h30 tem missa em casa. A missão destas Irmãs não se fica só pelo acolhimento em casa de pessoas abandonadas, fazem visitas a famílias carenciadas, ajudam a pagar rendas de casa e alimentação, dão apoio moral e espiritual num contacto individualizado. No trabalho realizado com os voluntários as Irmãs oferecem tudo o que recebem, como donativos de gêneros, alimentos roupa ou tudo o que possa fazer falta aos necessitados.


Foi uma grande Honra para mim, poder conhecer pessoalmente estas Missionárias da Caridade na Procissão de Santo António em Lisboa no passado dia 13 de Junho, sempre com muito boa disposição e simpatia contagiantes. 
A missão destas Irmãs é igual em todo o mundo, um prato, um jogo de roupa interior, um par de sandálias, um pedaço de sabão, uma almofada, um colchão, um par de lençóis e um balde. Estes são os únicos utensílios que cada Irmã tem, seguindo o exemplo de Madre Teresa de Calcutá, a Congregação das Missionárias de Caridade adoptou como princípio o abandono de todos os bens materiais. As vestes são também as que Madre Teresa usava: o Sari (peça única de tecido que envolve todo o corpo) de algodão branco debruado a azul, com um pequeno crucifixo no ombro esquerdo.

Apelo a quem quiser fazer donativos seja de roupas, bens alimentares ou outros se dirija a :
Avenida João Paulo II, Lote 538 - A 
1950-157 Chelas/Lisboa
Telefone: 218591398

MUITA LUZ!

http://otapetecolorido.blogspot.com.br/

domingo, 10 de junho de 2012

Brida - Paulo Coelho


O Mago estendeu a mão para Brida, e entregou-lhe uma flor.

- Quando nos conhecemos – e parece que eu sempre conheci você, porque não consigo lembrar como era o mundo antes – mostrei-lhe a Noite Escura. Queria ver como você enfrentava seus próprios limites. Já sabia que estava diante da minha Outra Parte, e esta Outra Parte ia me ensinar tudo que eu precisava aprender – foi para isto que DEUS dividiu o homem e a mulher.

Brida tocava a flor. Era a primeira flor que via em muitos meses. A primavera havia chegado.

- As pessoas dão flores de presente, porque nas flores está o verdadeiro sentido do Amor. Quem tentar possuir uma flor, verá a sua beleza murchando. Mas quem apenas olhar uma flor num campo permanecerá para sempre com ela. Porque ela combina com a tarde, com o pôr-do- sol cheiro de terra molhada e com as nuvens no horizonte.

Brida olhava a flor. O Mago tornou a pegá-la e devolveu para a floresta.

Os olhos de Brida encheram-se de lágrimas. Tinha orgulho de sua Outra Parte.

- Isto a floresta me ensinou. Que você nunca será minha, e por isso terei você para sempre. Você foi a esperança dos meus dias de solidão, a angústia dos meus momentos de dúvida, a certeza dos meus instantes de fé.

“Porque eu sabia que minha Outra Parte ia chegar um dia, me dediquei a aprender a Tradição do Sol. Apenas por ter a certeza de sua existência é que continuei existindo.”

Paulo Coelho, em "Brida".

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Humildade se aprende


A PESSOA HUMILDE ENFRENTA QUALQUER DIFICULDADE E SEMPRE VENCE OS PROBLEMAS.
A PESSOA ORGULHOSA DÁ DESCULPAS MAS NÃO DÁ CONTA DAS SUAS OBRIGAÇÕES E PENDÊNCIAS.
A Luz da Umbanda.

Nos engajarmos nas mudanças


É preciso acreditar que viemos para ser a mudança que queremos ver no mundo e trabalhar por elas todos os dias....





Manipulação...diga não a essa droga


Consciência todos podem e devem ter não fomos feitos para sofrer...Cabe as nossas escolhas melhor fazer!




quarta-feira, 6 de junho de 2012

Dona Moça....




"Dona moça, me faz um favor? Não supervalorize os maldosos que te atravessarem o caminho. Não dê importância demais a quem perde horas do seu dia tentando borrar seu sorriso. Pise forte na maldade. Sem tropeçar, sem fraquejar. Junte todas as pessoas que te querem bem, te mandam boas vibrações e te enchem de paz, e esmague as más vibrações com o peso delas. Não aceite críticas de quem não conhece suas lutas diárias.
Não tolere julgamentos de quem não consegue ficar em paz diante do seu brilho. E brilhe cada vez mais forte, até cegar a energia ruim dessa gente que tenta ser feliz por vingança, enquanto você planta paz e esperança e colhe alegrias por merecimento.
Envie luz pra quem te calunia e deseja mal. Deseje fé em si mesmo, pra quem não consegue acreditar na felicidade que tanto diz estar vivendo.
Espalhe suas levezas e doçuras, desate os nós que o passado deixou e flutue.
Se algumas pessoas te desejarem o mal, deseje a elas amor. E felicidade o suficiente pra que vivam as suas vidas e esqueçam de uma vez por todas da sua.
Esquece essa gente pequena, dona moça. Não é todo mundo que guarda no peito, um baú feito o seu, cheio de inspiração, flores, cores e delicadezas.
Tem gente que transforma o que passou, em mágoa. Feliz é você, dona moça, que pega o que restou do passado e transforma em poesia."

Fonte:http://meuolharfeminino.blogspot.com.br

Esperar também vale a pena



Janelas da Alma....


Janelas na alma

O sentimento e a emoção normalmente se transformam em lentes que coam os acontecimentos, dando-lhes cor e conotação próprias.De acordo com a estrutura e o momento psicológico, os fatos passam a ter a significação que nem sempre corresponde à realidade.
Quem se utiliza de óculos escuros, mesmo diante da claridade solar, passa a ver o dia com menor intensidade de luz.
Variando a cor das lentes, com tonalidade correspondente desfilarão diante dos olhos as cenas.
Na área do relacionamento humano, também, as ocorrências assumem contornos de acordo com o estado de alma das pessoas envolvidas.
É urgente, portanto, a necessidade de conduzir os sentimentos, de modo a equilibrar os fatos em relação com eles.
Uma atitude sensata é um abrir de janelas na alma, a fim de bem observar os sucessos da vilegiatura humana.
De acordo coma a dimensão e o tipo de abertura, será possível observar a vida e vivê-la de forma agradável, mesmo nos momentos mais difíceis.
Há quem abra janelas na alma para deixar que se externem as impressões negativas, facultando a usança de lentes escuras, que a tudo sombreiam com o toque pessimista de censura e de reclamação.
*
Coloca, nas tuas janelas, o amor, a bondade, a compaixão, a ternura, a fim de acompanhares o mundo e o seu séqüito de ocorrências.
O amor te facultará ampliar o círculo de afetividade, abençoando os teus amigos com a cortesia, os estímulos encorajadores e a tranqüilidade.
A bondade irrigará de esperança os corações ressequidos pelos sofrimentos e as emoções despedaçadas pela aflição que se te acerquem.
O perdão constituirá a tua força revigoradora colocada a benefício do delinqüente, do mau, do alucinado, que te busquem.
A ternura espraiará o perfume reconfortante da tua afabilidade, levantando os caídos e segurando os trôpegos, de modo a impedir-lhes a queda, quando próximos de ti.
As janelas da alma são espaços felizes para que se espraie a luz, e se realize a comunhão com o bem.
*
Colocando os santos óleos da afabilidade nas engrenagens da tua alma, descerrarás as janelas fechadas dos teus sentimentos, e a tua abençoada emoção se alongará, afagando todos aqueles que se aproximem de ti, proporcionando-lhes a amizade pura que se converterá em amor, rico de bondade e de perdão, a proclamarem chegada a hora de ternura entre os homens da Terra.
* * *
Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Momentos de Felicidade.
Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis.
Salvador, BA: LEAL, 1990.

Gentilezas salvadoras


Gentilezas Salvadoras

Aquele cuja afabilidade e
doçura não são fingidas
nunca se desmente: é o
mesmo, tanto em
sociedade, como na
intimidade.
(Alan Kardec. E.S.E.
Cap. IX. Item 6.)
Quando você afasta do piso uma casca de fruta deixada pela negligência de alguém, não pratica apenas um ato de gentileza. Evita que algum desavisado escorregue, sofrendo tombo violento.
*
Ao ceder o lugar no transporte coletivo a um ancião, você não realiza um gesto de cortesia somente. Atende a um corpo cansado, poupando as energias de quem poderia ser seu genitor.
*
Se você oferece braço moço à condução de um volume, poupando aquele que o carrega, não pratica unicamente uma delicadeza. Contribui fraternalmente para o júbilo de alguém que, raras vezes, encontra ajuda.
*
Portando a boa palavra em qualquer situação, você não atende exclusivamente à finura do trato. Realiza entre os ouvintes o culto do verbo são, donde fluem proveitosos e salutares ensinamentos.
*
Silenciando uma afronta em público, você não atesta apenas o refinamento social. Poupa-se à dialogação violenta, que dá margem a ódios irremediáveis.
*
Se você oferece agasalho a algum desnudo, não só atende à delicadeza humana, por filantropia. Amplia a cultura da caridade pura e simples.
*
Ao sorrir, discretamente, dando ensejo a um desafeto de refazer a amizade, você não age tão-somente em tributo à educação. Apaga mágoas e ressentimentos, enquanto "está no caminho com ele".
*
Procurando ajudar um enfermo cansado a galgar e vencer dificuldades, você não procede imbuído apenas de gentileza. Coopera para que a vida se dilate no debilitado, propiciando-lhe ensejos evolutivos.
*
Atendendo impertinente criança que o molesta, num grupo de amigos, você não se situa só na formosura da conduta externa. Liberta um homem futuro de uma decepção presente.
No exercício da gentileza, a alma dilata recursos evangélicos e vive o precioso ensino do Mestre ao enfático doutor da lei, com afabilidade e doçura, quando Ele afirmou: "Vai e faze o mesmo!".
* * *
Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Glossário Espírita-Cristão.
Ditado pelo Espírito Marco Prisco.
4a edição. Salvador, BA: LEAL, 1993.

O Homem de Bem


O Homem de Bem

O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza. Se ele interroga a consciência sobre seus próprios atos, a si mesmo perguntará se violou essa lei, se não praticou o mal, se fez todo o bem que podia, se desprezou voluntariamente alguma ocasião de ser útil, se ninguém tem qualquer queixa dele; enfim, se fez a outrem tudo o que desejara lhe fizessem.
Deposita fé em Deus, na Sua bondade, na Sua justiça e na Sua sabedoria. Sabe que sem a Sua permissão nada acontece e se Lhe submete à vontade em todas as coisas.
Tem fé no futuro, razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.
Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções são provas ou expiações e as aceita sem murmurar.
Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo, faz o bem pelo bem, sem esperar paga alguma; retribui o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seus interesses à justiça.
Encontra satisfação nos benefícios que espalha, nos serviços que presta, no fazer ditosos os outros, nas lágrimas que enxuga, nas consolações que prodigaliza aos aflitos. Seu primeiro impulso é para pensar nos outros, antes de pensar em si, é para cuidar dos interesses dos outros antes do seu próprio interesse. O egoísta, ao contrário, calcula os proventos e as perdas decorrentes de toda ação generosa.
O homem de bem é bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças, nem de crenças, porque em todos os homens vê irmãos seus.
Respeita nos outros todas as convicções sinceras e não lança anátema aos que como ele não pensam.
Em todas as circunstâncias, toma por guia a caridade, tendo como certo que aquele que prejudica a outrem com palavras malévolas, que fere com o seu orgulho e o seu desprezo a suscetibilidade de alguém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever de amar o próximo e não merece a clemência do Senhor.
Não alimenta ódio, nem rancor, nem desejo de vingança; a exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas e só dos benefícios se lembra, por saber que perdoado lhe será conforme houver perdoado.
É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que também necessita de indulgência e tem presente esta sentença do Cristo: "Atire-lhe a primeira pedra aquele que se achar sem pecado."
Nunca se compraz em rebuscar os defeitos alheios, nem, ainda, em evidenciá-los. Se a isso se vê obrigado, procura sempre o bem que possa atenuar o mal.
Estuda suas próprias imperfeições e trabalha incessantemente em combatê-las. Todos os esforços emprega para poder dizer, no dia seguinte, que alguma coisa traz em si de melhor do que na véspera.
Não procura dar valor ao seu espírito, nem aos seus talentos, a expensas de outrem; aproveita, ao revés, todas as ocasiões para fazer ressaltar o que seja proveitoso aos outros.
Não se envaidece da sua riqueza, nem de suas vantagens pessoais, por saber que tudo o que lhe foi dado pode ser-lhe tirado.
Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe que é um depósito de que terá de prestar contas e que o mais prejudicial emprego que lhe pode dar é o de aplicá-lo à satisfação de suas paixões.
Se a ordem social colocou sob o seu mando outros homens, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus; usa da sua autoridade para lhes levantar o moral e não para os esmagar com o seu orgulho. Evita tudo quanto lhes possa tornar mais penosa a posição subalterna em que se encontram.
O subordinado, de sua parte, compreende os deveres da posição que ocupa e se empenha em cumpri-los conscienciosamente.
Finalmente, o homem de bem respeita todos os direitos que aos seus semelhantes dão as leis da Natureza, como quer que sejam respeitados os seus.
Não ficam assim enumeradas todas as qualidades que distinguem o homem de bem; mas, aquele que se esforce por possuir as que acabamos de mencionar, no caminho se acha que a todas as demais conduz.
*  *  *
Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo.
112a edição. Livro eletrônico gratuito em http://www.febrasil.org. Federação Espírita Brasileira, 1996.

EU


RecadosOnline

Ziraldo/Comênio/Rubem/Pacheco/Pestalozzi

Ziraldo/Comênio/Rubem/Pacheco/Pestalozzi

Skinner

Skinner
Comportamental ♥

Aaron Beck, psiquiatra e preconizador da Terapia Cognitiva

Aaron Beck, psiquiatra e preconizador da Terapia Cognitiva

Psicanálise ♥

Psicanálise ♥
Sigmund Freud

Só uma professora muito maluquinha sabe ver em toda situação uma oportunidade.

Só uma professora muito maluquinha sabe ver em toda situação uma oportunidade.

Primeira Infância...♥

Primeira Infância...♥

A mediação do professor deve respeitar o tempo da criança...♥

A mediação do professor deve respeitar o tempo da criança...♥

Escola da Ponte

"Será indispensável alterar a organização das escolas, interrogar práticas educativas dominantes. É urgente interferir humanamente no íntimo das comunidades humanas, questionar convicções e, fraternalmente, incomodar os acomodados", afirma José Pacheco.

SIMPLES ASSIM....

SIMPLES ASSIM....

Amo Psicologia

Eu sigo

Agenda dos blogs

contador visitas blog

IMPORTANTE:

Todas imagens aqui postadas e várias mensagens são de autoria de outros blogs que sigo e de alguns lugares da internet. Algumas mensagens são de minha autoria. O meu ideal é a divulgação de assuntos, textos, artigos, mensagens, imagens ou seja tudo, que possa ajudar a elevar nossa energia e que nos faça sentir melhor, buscando a força em nosso Pai Maior e seus anjos. Se eu ofender a alguém com algum post sem ter dado o devido crédito peço perdão e por favor me comuniquem. (luedimar21@gmail.com)
Obrigada queridos (as) irmãos e irmãs.

Mostrou o amor e o perdão

Mostrou o amor e o perdão
Caridade da doação

Prece de Cáritas

Prece de Cáritas
Deus nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade,dai força aquele que passa pela provação, dai a luz aquele que procura a verdade, pondo no coração do homem a compaixão e a caridade.Deus dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao Espírito Verdade, a criança o guia, ao órfão o pai.Senhor que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criaste, piedade senhor para aqueles que não os conhecem e esperança para aqueles que sofrem. Que a vossa bondade permita aos Espíritos consoladores derramarem por toda parte a paz,a esperança e a fé. Deus, um raio uma faísca do vosso amor pode abrasar a Terra,deixa-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão, todas as dores se acalmarão.Um só coração, um só pensamento subirá até vós,como um grito de reconhecimento e de amor.Como Moisés sobre a montanha, nós vos esperamos com os braços abertos, oh! bondade oh! beleza oh! perfeição, e queremos de alguma sorte merecer a vossa misericórdia. Deus dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até vós, dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão, dai-nos a simplicidade que fara´das nossas almas o espelho onde se refletirá a vossa imagem. Que assim seja!