quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz ano novo...Neste fim de ano trago votos de simplicidade


Você vai me desculpar, mas nesse ano novo não lhe desejo muitas conquistas. Lhe desejo apenas o aprendizado diário da apreciação do caminho, e que mesmo que as conquistas sejam poucas, isso não importe muito, pois o caminho por si só já é um presente.

Além disso não lhe desejo grandes realizações. Essas coisas grandes demais que para serem atingidas demandam uma ralação da pele, um engrossamento do couro, um esquecimento de si mesmo, uma robotização dos ritmos humanos. Lhe desejo apenas olhos atentos para ver as pequenas conquistas diárias: um sol que nasceu, um amigo que (re)apareceu, um bicho que lhe sorriu.

Também não desejo que todos os seus sonhos se realizem. Desejo sim que você não desaprenda a cultivar sonhos e não interdite a fábrica que os produz dentro de você. Desejo que você saiba que o sonho em si já é suficiente para inundar um coração. E que uma vida com muitas realizações e poucos sonhos não tem graça nenhuma.

Não desejo também para o seu ano novo muita paz. Essa paz mansa, de quem consegue descansar a cabeça, ligar a televisão, se cercar de tudo que é fácil e próximo da mão e achar que o mundo está resolvido. Não lhe desejo essa paz que pode ser a morte em vida, que é uma redoma feita de medos lhe salvaguardando do mundo.

Também não lhe desejo amor. Esse amor que seca, que lhe faz sedento, que é uma busca de algo ou de alguém que lhe sacie, complete, ou que lhe traga vantagens. Não desejo amor para quem ainda não sabe amar, desejo antes outras coisas.

Como por exemplo, lhe desejo individualidade. Que você tenha ou crie tempos para se desenvolver enquanto pessoa, para enriquecer a própria alma. Que você encare a busca do autoconhecimento, sozinho. Porque é a partir do conhecimento profundo de si mesmo que nasce a compreensão profunda do outro. E o mundo parece estar precisando tanto de pessoas que se compreendam.

E por isso também lhe desejo solidão. Porque essa é a nossa condição natural, somos antes de tudo um universo em si. Então desejo que você saiba colorir o seu próprio universo e tenha momentos de profundo prazer na companhia de si mesmo.
Desejo finalmente que você sinta muita paixão, que seu sangue borbulhe, seus sentidos agucem, sua temperatura suba. Mas desejo que você sinta essa paixão avassaladora não por pessoas, mas pela própria vida.



quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Sobre ressignificar o sentimento amar.

"AS VEZES É NECESSÁRIO MANTER-SE AFASTADO POR UM TEMPO, PARA NÃO MACHUCAR AS PESSOAS POR CAUSA DAS NOSSAS MUDANÇAS INTERNAS. NÃO É JUSTO COBRAR DELAS COISAS QUE NÃO PODEM NOS DAR. MUITO MENOS SUFOCA-LAS COM COISAS QUE SÓ NÓS SENTIMOS."

PORQUE A VIDA É FUGAZ, TÃO VELOZ, TÃO PASSAGEIRA, A GENTE SOFRE DEMAIS POR BOBAGENS, POR BESTEIRA.
TUDO UM DIA SE DESFAZ MESMO QUE QUEIRA OU NÃO QUEIRA. IMPORTA É VIVER EM PAZ, POIS QUANDO OLHAMOS PRA TRÁS LÁ SE FOI A VIDA INTEIRA.
Jenario de Fatima.

Ressignificando a vida e todos meus sentimentos que me levaram a agir e tomar decisões, hoje sei que não aceito a vida pela metade, não acredito em promessas sem atitudes presentes. Eu não mudei agora eu mudei antes para ser o que o amor me pedia, esperançosa de que o grande dia chegaria. Mas mudei tanto que me descaracterizei fui sendo o que o outro queria. E quando recobrei a personalidade percebi que eu era eu e não mais aceitaria as imposições de um amor sem olhar e respeitar o meu eu verdadeiro. Confusão de sentimentos acontecia porque era me colocado que amar é aceitar, é ser para o outro o que ele precisa, é abrir mão de seus ideais e outras coisas do seu dia a dia. E isso mata, caleja, e você não entende se faz o melhor porque carrega dentro de você uma tempestade. O melhor que você tentava não era pra você também. Era o que o outro sem até perceber queria que você pensasse que era. Quantas coisas erradas, brigas e dor. Noites em branco no escuro passadas com o coração cheio de dor. Então sentia-se que se anulava e que até pagava por coisas que já não eram mais do amor. Ninguém deve carregar um amor na vida, mas deve-se viver esse amor como a essência dessa vida. Liberdade e paz...foi o que faltou. Porque o medo e a insegurança por falta de amor próprio, o amor lhe roubou. Não está em condições de reconhecer por hora que sair da volta do seu umbigo era bom para deixar o outro viver. O que era importante pra mim não era pra você. Sim é aí que existe as individualidades que dentro de um relacionamento precisam ser respeitadas. Quem muito cobra e se incomoda com o que o outro faz em suas relações sociais fora do casamento, mesmo que ele esteja a parte de tudo, ainda assim quer tomar as rédeas da vida do outro, sem se quer mudar a sua, só deixa uma mensagem: Ainda não ressignifiquei meu modo de amar. Nem a mim mesmo. Então deixei que o tempo fosse encarregado de você. Fui viver a vida levando adiante tudo que acredito e que a vida tem prazo de validade e a gente precisa crescer...sair do estágio de onde erramos e assim aprender, fazendo diferente, aprendendo ao outro enxergar, respeitar e confiar com amor próprio e assim não deixar o amor morrer.
Agora caminho em paz sem sentir solidão pois busco em minhas orações a nossa completa união...em espíritos que somos busco levar-te essa paz, e desejo que Deus esteja contigo mas que você olhe, perceba, sinta, veja e viva toda essa essência divina dentro de você. Que ele lhe cure as feridas que um dia eu ajudei a fazer. Por falta de compreensão de que eu jamais poderia ser o que você queria, pois dentro de mim batia um coração que não dependia da sua vontade mas sim do nosso criador. Ele sim e só Ele pode nos fazer mudar pois essa mudança é tudo que se espera aqui nessa vida passageira. Cada um tem a sua hora e o seu tempo e a sua maneira....tenho fé que pra todos nós essa é uma afirmação verdadeira.
Passar na vida tentando entender o amor....só tem valor quando eu aprendo a amar sem esperar nada em troca, não querer nada desse amor pessoalmente só para mim, se o amor fosse para ficar entre só duas pessoas, uma família, uma sociedade....o que seria das outras formas de amar? O amor tem que ser livre para respeitar o jeito de cada um, o meu jeito é sentir um amor com vontade de ajudar. Não juntar coisas, nem gastar o tempo com status que a sociedade por hora nos cobre. Quero o amor que compreenda a liberdade de amar, se doar, sem misturar-se com os equívocos conceitos de amor humano. Mas gosto do que o fraterno me ensina. Sem fraternidade não existe  um elo de verdade que se aguente e não acabe.
Meu jeito de amar é assim. Não se aproxima muito do amor descartável, ilusório, vingativo, estratégico, egoísta, individualista....ainda não o sei bem ao certo com perfeição. Pois erro muito ainda, mas já sei o que não quero mais viver. Quanto sofrimento me causei e fiz sofrer pela minha ignorância acreditando que o amor que me iludia e me decepcionava era o melhor mesmo me fazendo sofrer. Eu criei expectativas em cima da vida de outro ser, sendo frustrada quando me sentia contrariada achando que tudo era pra ser como eu queria que fosse. Comecei como você...acabei como eu depois de aprender pelo sofrimento que não existe amor de tormento se a gente não permitir ser.
Luzanin.♥

domingo, 6 de dezembro de 2015

ESTADO CIVIL: FELIZ!



A Felicidade que sentimos não é diretamente proporcional a conseguirmos ou não ter um relacionamento amoroso seja ele qual for: peguete, amizade colorida, namoro ou até casamento. No entanto, inconscientemente e até por pressão social nós acreditamos que para sermos felizes a condição é “ter um alguém”.E em nome de um “Amor” saímos numa busca louca e desesperada nos envolvendo em toda sorte de situações e com pessoas que na maioria das vezes não temos nenhuma afinidade, nos levando ao sofrimento, tristeza e carência. Quando entramos neste ciclo perigoso “da falta de nós mesmos” viramos presas fáceis para o engano, a fuga e a ilusão.

Existem pessoas que não conseguem ficar nem um dia sozinhas, vivem de namoro em namoro, de casamento em casamento, de pegação em pegação, emendam um relacionamento no outro na tentativa de curar o vazio, a solidão. Estão sempre a procura de alguém para suprir todas as suas necessidades, resolver seus problemas e proporcionar a tão sonhada felicidade. Estão sempre querendo se apoiar no outro. Não se amam, não se curtem, não se conhecem. Não conseguem enfrentar seus desafios, amadurecer e crescer.

Outras sustentam anos de casamento ou namoro em nome de um amor que não existe mais. Entregam-se a rotina, a violência física, a tortura emocional, a grosseria, a depreciação, as ofensas, as vinganças e as traições. Vivem de aparências e num verdadeiro inferno dentro de suas próprias famílias. Vão seguindo vida se entulhando de problemas e doenças, mergulhando no desrespeito mútuo, e destruindo-se a cada dia, desistem de viver. São pessoas acomodadas e escravas do destino que escolheram.

Seguindo nesta viagem em busca das maravilhas do Amor, também encontramos os céticos que não acreditam mais em ninguém, fazem tudo para não se envolver por medo de sofrer novamente. Gostam até certo limite. Trocam de amor, como trocam de roupa. Cultivam o amor a desilusão. Sustentam sua decepção por anos. Já os românticos vivem se apaixonando, amam demais e se entregam tanto ao outro que se anulam. Criam em suas mentes deuses e deusas. Esperam e idealizam demais: a mágoa e a decepção são sentimentos constantes.

Tudo isto em nome do “AMOR”? Ou será para manter o STATUS? Ou será para fugir de você? Você é feliz? Você se conhece? Há quanto tempo você não se dedica a você? Há quanto tempo você não faz nada do que realmente gosta? Estar sozinho não é o problema, não ser feliz com você, com sua vida é que é! Nós somos capazes de superar os desafios, aprender e caminhar com nossas próprias pernas. Todos os dias a nossa missão é de procurar mais felicidade e prazer.

Nascemos sozinhos, estamos sozinhos o tempo todo. Quando sofremos ou sentimos alegria estamos a sóis com o nosso pensamento, coração e alma. Os amigos, a família e os amores são flores na nossa estrada, são o conforto e o carinho que precisamos para nos dar coragem e alimentar nossa fé. Mas o trabalho, a todo tempo, é somente nosso.

É você com você! Por isso ficar do nosso lado com carinho e paciência é um compromisso.

Ser feliz só depende única e exclusivamente de você, não depende de ninguém e de nada externo a você, muito menos de um estado civil.

Todos nós queremos companhia e desejamos o amor. Mas amar é COMPARTILHAR e não SE APOIAR. É CONVIVER e não DEPENDER. É GOSTAR e não se ESCRAVIZAR. É caminhar lado a lado com companheirismo, alegria e prazer, é partilhar seu verdadeiro ser. AME-SE, RESPEITE-SE E SEJA FELIZ! Um amor… É consequência!
Por: Mônica Dias – Via: Coração em Retratos

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

QUANDO ELA DECIDIU SEGUIR EM FRENTE…




Ela não sabe o preço da culpa que carrega calada por erros que nunca foram dela. Ir embora talvez tenha sido uma das melhores coisas que ele fez no tempo em que estiveram juntos. Ela se martirizou por um tempo. Não conseguia aceitar. Sempre procurava por respostas para as perguntas que a vida acabou colocando na sua frente. Não comia direito. Não tinha vontade de ver ninguém. Aquela roupa que ela sempre amou, nunca mais quis vestir. Seu quarto escuro e as lágrimas, quando procurava nas redes sociais um motivo a mais para despedaçar seu coração, eram suas novas companhias.

O culpado: Ele.

Ele que quis jogar tudo para o alto. Ele que nunca soube direito o que queria da vida. Ele que nunca soube viver sozinho, e muito menos junto com uma pessoa tão incrível quanto ela.

Ele que sempre falou da boca pra fora que a amava. Ele que sempre manteve outras prioridades à frente dela. Ele que mentiu quando se encontrava com a ex, enquanto ela remava o barco pelos dois.

O que faltava de amor dele por ela, sobrava nos amigos que ela conquistou no seu caminho. E foram neles que ela encontrou força para seguir em frente. A cada amanhecer ela se sentia mais segura. A cada anoitecer um agradecimento de joelhos à beira da cama por nunca ter desistido de si mesma. A cada lembrança dele, um sorriso no rosto pelo amor próprio ter vencido mais uma vez.

E só uma palavra resume tudo: Obrigado.

Obrigado por fazê-la enxergar o quão grande é esse mundo, e o quão pequenas são algumas pessoas. Obrigado por deixar que ela seja passageira e comandante do seu barco rumo à felicidade. Obrigado por dá-la a oportunidade de esbarrar no destino de um outro alguém que irá chamá-la de “minha”, enxergando o que ela tem de mais lindo e fazendo tudo aquilo o que você não soube ou não quis.

Obrigado por mostrar a ela que é sempre possível recomeçar, de um jeito novo e muito melhor.

Ele a procurou. Nos seus pensamentos e nas lembranças de dias melhores que ela sempre acreditou pelos dois. Nos carinhos e caras que ela fazia para mostrar que viver uma vida a dois exige intimidade e cumplicidade. Ele se deu conta que lá fora você encontra muitos amores, dentre eles os que duram apenas um dia ou uma simples festa em um fim‑de‑semana, mas nunca o amor que ele encontrou nela.

Ontem ele mandou uma mensagem dizendo que sentia falta dela. Ela sorriu, e apagou. Continuou indo para frente sem vontade nenhuma de olhar para trás.

Me desculpe, ou não.

Mas tem coisas na vida que a gente só erra uma vez.

Por: Fernando Suhet – Via: amor.ano-zero

EU


RecadosOnline

Ziraldo/Comênio/Rubem/Pacheco/Pestalozzi

Ziraldo/Comênio/Rubem/Pacheco/Pestalozzi

Skinner

Skinner
Comportamental ♥

Aaron Beck, psiquiatra e preconizador da Terapia Cognitiva

Aaron Beck, psiquiatra e preconizador da Terapia Cognitiva

Psicanálise ♥

Psicanálise ♥
Sigmund Freud

Só uma professora muito maluquinha sabe ver em toda situação uma oportunidade.

Só uma professora muito maluquinha sabe ver em toda situação uma oportunidade.

Primeira Infância...♥

Primeira Infância...♥

A mediação do professor deve respeitar o tempo da criança...♥

A mediação do professor deve respeitar o tempo da criança...♥

Escola da Ponte

"Será indispensável alterar a organização das escolas, interrogar práticas educativas dominantes. É urgente interferir humanamente no íntimo das comunidades humanas, questionar convicções e, fraternalmente, incomodar os acomodados", afirma José Pacheco.

SIMPLES ASSIM....

SIMPLES ASSIM....

Amo Psicologia

Eu sigo

Agenda dos blogs

contador visitas blog

IMPORTANTE:

Todas imagens aqui postadas e várias mensagens são de autoria de outros blogs que sigo e de alguns lugares da internet. Algumas mensagens são de minha autoria. O meu ideal é a divulgação de assuntos, textos, artigos, mensagens, imagens ou seja tudo, que possa ajudar a elevar nossa energia e que nos faça sentir melhor, buscando a força em nosso Pai Maior e seus anjos. Se eu ofender a alguém com algum post sem ter dado o devido crédito peço perdão e por favor me comuniquem. (luedimar21@gmail.com)
Obrigada queridos (as) irmãos e irmãs.

Mostrou o amor e o perdão

Mostrou o amor e o perdão
Caridade da doação

Prece de Cáritas

Prece de Cáritas
Deus nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade,dai força aquele que passa pela provação, dai a luz aquele que procura a verdade, pondo no coração do homem a compaixão e a caridade.Deus dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao Espírito Verdade, a criança o guia, ao órfão o pai.Senhor que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criaste, piedade senhor para aqueles que não os conhecem e esperança para aqueles que sofrem. Que a vossa bondade permita aos Espíritos consoladores derramarem por toda parte a paz,a esperança e a fé. Deus, um raio uma faísca do vosso amor pode abrasar a Terra,deixa-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão, todas as dores se acalmarão.Um só coração, um só pensamento subirá até vós,como um grito de reconhecimento e de amor.Como Moisés sobre a montanha, nós vos esperamos com os braços abertos, oh! bondade oh! beleza oh! perfeição, e queremos de alguma sorte merecer a vossa misericórdia. Deus dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até vós, dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão, dai-nos a simplicidade que fara´das nossas almas o espelho onde se refletirá a vossa imagem. Que assim seja!